Você está aqui

Mais árvore plantada, maior lucratividade

Este artigo foi escrito por Andrew Wu, Sofia Faruqi e Eriks Brolis (The Nature Conservancy) e publicado originalmente no Insights do WRI.


Como uma das soluções mais promissoras, a restauração de áreas e florestas degradadas é uma das formas mais baratas, rápidas e eficazes de armazenar carbono e mitigar os efeitos das mudanças climáticas. Além disso, expandir a restauração pode criar atraentes oportunidades de investimento a partir de uma "economia da restauração".

Um total de 114 governos nacionais comprometeram-se com restauração como parte de seus planos globais para enfrentar a mudança do clima. O compromisso global soma 162 milhões de hectares a serem restaurados, uma área seis vezes maior que a do Reino Unido. Mas transformar o uso da terra em larga escala não pode depender apenas de recursos públicos ou oriundos de filantropia. Para alcançar os 26 bilhões de dólares necessários anualmente para cumprir as promessas dos países no âmbito do Acordo de Paris, os setores privado e comercial precisam ser envolvidos.

Uma barreira para atrair fundos é a falta de conscientização sobre as oportunidades de investimentos. Os investidores perguntam: Quais são os modelos de negócio? Como a restauração pode gerar retorno sobre o investimento (ROI)? Qual é o potencial de crescimento?

Como observamos em outro artigo, a restauração pode gerar renda e possibilitar ganhos de capital. Por isso, mais e mais empresas estão vendo o potencial comercial em setores relacionados à restauração, incluindo aquelas cuja principal proposta de valor esteja vinculada à restauração de paisagens e florestas. Isso tanto vale para empresas que plantam árvores, por exemplo, como para aquelas que oferecem tecnologia ou serviços de consultoria para a restauração. Uma empresa de restauração também envolve outros negócios cujas receitas não estão diretamente relacionadas à economia da restauração, mas que atraem clientes porque canalizam os lucros para a restauração.

Como é uma "empresa de restauração"?

Quando se pensa em uma empresa de restauração, surgem rapidamente os exemplos de empresas florestais sustentáveis, como a queniana Better Globe Forestry. A empresa trabalha junto a pequenos produtores rurais para o plantio árvores de Melia volkensii, uma espécie nativa conhecida por sua resiliência à seca. Fornecer aos agricultores uma gama de recursos - de mudas e suprimentos de água a treinamento e microfinanças - para que plantem árvores em suas terras, a Better Globe Forestry compromete-se a comprar as árvores dos produtores uma vez que estejam adultas, colhendo-as e exportando-as como madeira de alta qualidade. Ao estabelecer as árvores em terras semi-áridas - com mais de um milhão de espécimes plantadas até agora - os quenianos ajudam a reter água e melhorar a qualidade do solo, transformando terras agrícolas empoeiradas em oásis de pasto e vegetação.

Buscam-se exemplos de negócios

Para documentar e apoiar a crescente economia da restauração, o World Resources Institute (WRI) e a The Nature Conservancy (TNC) buscam no mundo todo exemplos de negócios promissores em restauração. Esses cases serão compartilhados em um próximo relatório voltado para investidores, empresários, sociedade civil e governos.

Abaixo, está a lista de características exigidas:

  1. Ambientalmente benéfico: A empresa atua na restauração de áreas degradadas? Alguns benefícios da restauração incluem o sequestro de carbono, a melhoria da qualidade do ar e da água e uma maior biodiversidade.
  2. Rentável: A empresa faz dinheiro hoje (ou está no caminho certo para ser rentável no futuro)? A viabilidade no longo prazo é fundamental para o investimento privado. Logo, buscam-se empresas que visam gerar retornos que podem ser utilizados para financiar as atividades de restauração em curso.
  3. Escalável: O projeto tem potencial para se tornar muito maior do que é atualmente? Uma vez que os investidores buscam alocar fundos consideráveis ​​para o investimento, o foco do levantamento são as empresas podem dar escala a suas operações.
  4. Replicável: O conceito da empresa pode inspirar mudanças e ser replicado em outros países ou regiões? Isso é importante para garantir que a atenção esteja nas ideias que podem ser replicadas em vez de projetos únicos.
  5. Socialmente benéfico: A empresa tem impacto positivo nas pessoas pela geração de emprego e renda? Sempre existem diferentes usos para a terra, e mudanças sustentáveis ​​exigem que as pessoas se beneficiem de alguma forma.

As empresas de restauração apresentam-se de diferentes formas. É o caso da Fresh Coast Capital, que demonstra o potencial de empresas de restauração para fornecer retornos financeiros, ambientais e sociais. Como desenvolvedora de projetos, a Fresh Coast faz parcerias com cidades do Meio-Oeste dos Estados Unidos para restaurar e revitalizar comunidades urbanas desatendidas pelos efeitos transformadores da natureza. Ao contratar a Fresh Coast para instalar infraestrutura verde em larga escala, como plantas e árvores nativas, as cidades passam a gerenciar naturalmente o escoamento de águas pluviais, melhorando a qualidade do solo e do ar. Tais projetos têm o potencial de economizar milhões de dólares para as cidades em custos de infraestrutura construída, gerando empregos na economia da restauração, valorizando as propriedades e possibilitando um cenário de ganho triplo: para a empresa que investe na iniciativa, a cidade e o meio ambiente.

O negócio social Ecosia adota uma abordagem indireta para a restauração. Mecanismo de busca on-line que exibe anúncios ao lado dos resultados de pesquisas, a Ecosia gera receita sempre que um usuário clica em um dos anúncios. Pelo menos 80% dos lucros são investidos em programas de plantação de árvores em Burkina Faso, Madagascar, Peru, Indonésia e Tanzânia. Enquanto o modelo de negócio da Ecosia não se beneficia diretamente das árvores, sua proposta de valor ao cliente está intimamente ligada à restauração de paisagens degradadas. A plataforma da empresa permite que os usuários vejam quantas árvores foram plantadas segundo sua atividade on-line individual. Com 9 milhões de árvores plantadas até hoje, a Ecosia mostra que os modelos de negócios que promovem indiretamente a restauração podem ser efetivos na geração de impacto em larga escala.

Junte-se ao movimento

Conhece alguma empresa ou iniciativa que se encaixe nas características que buscamos? Escreva para comunicacao@wri.org.

Comentar

Fique Conectado

Receba nossa newsletter

Receba os últimos comentários, eventos, publicações e recursos multimídia.