Você está aqui

A importância das auditorias de segurança viária para salvar vidas no trânsito

Um alto número de brasileiros ainda perde suas vidas ou fica com sequelas em ocorrências de trânsito durante seus deslocamentos diários e parte disso se deve às baixas condições de segurança oferecidas pela infraestrutura das vias urbanas. Faltam espaços adequados para pedestres e ciclistas, para acessar o transporte coletivo e, também, para a circulação mais segura de veículos motorizados individuais. Novos projetos de ruas podem se beneficiar de auditorias de segurança viária, que anteveem potenciais riscos e apontam soluções.

A ideia por trás de uma auditoria de segurança viária é a prevenção de ameaças à segurança de todos os usuários das vias. Trata-se de um método sistemático de revisão do desenho viário que pode ser conduzido em diferentes etapas do projeto – desde o projeto inicial até a conclusão da obra, antes da via ser aberta para o tráfego.

As auditorias buscam entender como o desenho da via irá se relacionar com o tráfego local, com o comportamento das pessoas que e com as condições de uso do solo. É uma abordagem que recomenda intervenções na geometria, sinalização e modificações operacionais e estratégicas para que todos os usuários da via tenham melhores condições de segurança, especialmente aqueles mais vulneráveis.

Ao antecipar os problemas e soluções, as auditorias resultam em economia para os cofres públicos, já que previnem a necessidade de modificações na via após a sua conclusão e evitam que mais fatalidades e acidentes severos ocorram. Um relatório do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) mostra que, após auditorias, o Departamento de Transportes do Estado de Nova York (New York DOT) registrou uma redução de 20% a 40% em ocorrências de trânsito em mais de 300 locais com alta incidência. O custo de realizar uma auditoria é estimado em 5% dos custos totais de projeto.

O incentivo nas cidades brasileiras

O WRI Brasil atua na realização de auditorias de segurança viária para ajudar as cidades a reduzirem o número de mortes no trânsito. A organização já realizou auditorias de segurança viária nas principais capitais brasileiras, incluindo São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Fortaleza, Curitiba e Porto Alegre.

A realização das auditorias é uma medida alinhada à abordagem de Sistemas Seguros, que enfatiza a responsabilidade pela segurança das vias aos projetistas e gestores do sistema de mobilidade, e não aos seus usuários.

Em um Sistema Seguro, todos trabalham em conjunto para implementar medidas baseadas em evidências que reduzem as possibilidades de acidentes e seus impactos, caso ocorram. Por isso, é importante o incentivo a políticas públicas que incluam a prática nas cidades brasileiras.

Curso de Auditorias de Segurança Viária

Para estimular a prática das auditorias de segurança viária nas cidades de Fortaleza e São Paulo, o WRI Brasil promoveu no mês de julho um curso aos profissionais das prefeituras que trabalham com projetos viários e de mobilidade. Foi um trabalho de uma semana inteira em cada cidade, com conteúdo teórico e também visitas de campo, incluindo estudos de caso com a análise de locais críticos de acidentes nas duas capitais.

O curso foi realizado no âmbito da Iniciativa Bloomberg para Segurança Global no Trânsito, em parceria com a Universidade de Newcastle (Inglaterra) e com o apoio da Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP) de Fortaleza e da Secretaria de Mobilidade e Transportes de São Paulo.

Alguns dos desafios apontados pelos participantes em uma das dinâmicas do curso em Fortaleza incluem a própria legislação da cidade, que não exige auditorias para novos projetos. No geral, segundo os participantes do curso, muitas vezes as soluções de segurança viária são pensadas depois do projeto já estar concluído, o que dificulta sua implementação.

Uma das soluções apontadas pelo grupo foi a inclusão das auditorias nos contratos dos projetos, para evitar que as avaliações sejam feitas apenas após a implantação. A sensibilização dos gestores e também da população sobre a importância dos recursos de segurança viária também funcionaria como solução, segundo eles.

Esses desafios levantados por Fortaleza são os mesmos identificados pelo WRI Brasil como comuns em diversas cidades brasileiras, e todas podem seguir soluções semelhantes para inserir as auditorias em seus projetos.

ShareThis Button: 

Share

Fique Conectado

Receba nossa newsletter

Receba os últimos comentários, eventos, publicações e recursos multimídia.