Você está aqui

Um olhar mais próximo na avaliação dos investimentos estrangeiros do Brasil

De 2001 até 2011, o PIB per capita do Brasil mais do que triplicou. No centro desse crescimento doméstico está o Banco de Desenvolvimento Brasileiro (BNDES). O BNDES é a instituição brasileira chave para o financiamento doméstico em longo prazo e é um dos principais motores financeiros por trás do crescimento do Brasil como a economia líder da América Latina. Os seus investimentos em empréstimo e equidade estão se tornando cada vez mais importantes internacionalmente.

Mas o que impulsiona esse crescimento? E quais normas existem para garantir que os investimentos estrangeiros no Brasil não estão vindo às custas do meio ambiente e do bem-estar humano? O WRI busca lidar com essas e outras questões no seu novo slide deck, “Atores Emergentes nas Finanças de Desenvolvimento: Um olhar mais próximo no Crescimento do Brasil, Influência e o Papel do BNDES”

 

O crescimento econômico do Brasil

O desenvolvimento da paisagem financeira está mudando rapidamente. Apesar desse tipo de finanças ter fluído historicamente das nações desenvolvidas para as nações em desenvolvimento, na última década, as principais economias emergentes, como a China e o Brasil, têm estimulado uma tendência crescente de fluxos de desenvolvimento Sul-Sul, aumentando os investimentos estrangeiros para outras nações em desenvolvimento. Por exemplo, o BNDES domina os fluxos de investimento nos países andinos e da parte sul. Ele também está fazendo investimentos estratégicos significativos em outros países da América Latina e da África subsaariana.

Como podemos notar neste conjunto de slides, o BNDES aumentou o seu papel nas finanças de desenvolvimento internacionais por meio de diversas iniciativas. Alguns exemplos: a criação de um braço de investimento; uma filial de importação-exportação; uma subsidiária em Londres que auxilia na internacionalização de empresas brasileiras; e a gestão de novos instrumentos financeiros, como o Fundo da Amazônia e o Fundo Climático do Brasil.

Esses investimentos têm implicações sociais e ambientais

Ao encorajar o crescimento econômico, o BNDES tem que lidar com diversos desafios para garantir que os seus investimentos sejam seguros ambientalmente e justos socialmente. Por exemplo, o BNDES faz investimentos significativos na América Latina e da África Sub-saariana, regiões que abrigam alguns países com sistemas governamentais fracos para controlar os impactos dos investimentos estrangeiros. Lidar adequadamente com esses desafios requer um conjunto de diretrizes para garantir que os investimentos sejam feitos de maneira socialmente justa e ambientalmente benéfica. O BNDES está cada vez mais interessado em ser reconhecido como um investidor global responsável e já está tomando iniciativas, como as suas políticas socioambientais. Mas é importante que o BNDES - e o Brasil como país - consigam compromissos e garantias maiores.

O trabalho dos atores emergentes do WRI no Brasil

Para isso, a meta do objetivo dos Fluxos Financeiros Internacionais e do Ambiente do WRI é melhorar as políticas ambientais, sociais e de alteração climática que governam os investimentos internacionais. Esperamos garantir que as comunidades locais e as organizações da sociedade civil afetadas pelos investimentos sejam capazes de lidar com os investidores e políticos de maneira mais efetiva. O WRI reconheceu o Brasil como um ator emergente nas finanças de desenvolvimento estrangeiras, e agora estamos aumentando os nossos esforços no país.

O Brasil assumiu um papel de liderança este ano ao promover uma economia global verde e o desenvolvimento sustentável - especialmente como anfitrião da conferência Rio+20 em Junho. Agora é hora dos governos, do setor privado, a sociedade civil e as instituições financeiras como o BNDES trabalharem juntos para promover e alcançar garantias ambientais e sociais maiores para os investimentos estrangeiros.

Esse conjunto de slides foi baseado nas pesquisas conduzidas por Bruce Jenkins, consultor do WRI. Catarina Freitas, Alisa Zomer, Kirk Herbertson e Roland Widmer continuaram essa pesquisa. Os dados foram projetados para encorajar uma discussão oportuna, solicitar feedback crítico e influenciar debates contínuos em questões emergentes. Nós continuaremos a atualizar as informações para refletir as nossas ideias de como melhorar a sustentabilidade dos investimentos estrangeiros do Brasil.

, , ,
ShareThis Button: 

Share

Comentar

Fique Conectado

Receba nossa newsletter

Receba os últimos comentários, eventos, publicações e recursos multimídia.