Você está aqui

Treinamento Em Boas Práticas Agropecuárias De Baixo Carbono

Resumo

A Secretaria de Meio Ambiente do Mato Grosso, o WRI Brasil e o Fórum Mato-grossense de Mudanças Climáticas (FMMC) convidam para evento sobre técnicas de agricultura de baixo carbono que podem aumentar a produtividade agrícola, com treinamento da ferramenta de cálculo “GHG Protocolo Agrícola”. Esta ferramenta auxilia os proprietários rurais na gestão de carbono da atividade agropecuária e foi desenvolvida pelo WRI Brasil, estando à disposição para uso a quem possa interessar. O treinamento será realizado pelo professor Dr. Eduardo Assad, pesquisador da Embrapa Informática Agropecuária, com colaboração de parceiros. Participam também do evento o secretário de meio ambiente Sr. André Torres Baby e os especialistas Juliana Speranza (WRI Brasil) e Roberto Strumpf (Pangea Capital).

WRI Brasil

O World Resources Institute - WRI (ou Instituto de Recursos Mundiais) é uma organização sem fins lucrativos criada em 1982 com o objetivo de apoiar a sociedade humana na proteção do meio ambiente do planeta. O WRI Brasil foca sua atuação em três questões críticas junto à intersecção entre desenvolvimento socioeconômico e meio ambiente: cidades sustentáveis, mudanças climáticas e florestas. Com isso objetiva expandir estratégias tanto para mitigar as mudanças climáticas quanto para adaptação aos seus impactos.

GHG Protocolo Agrícola

Esse trabalho se baseia em anos de sucesso do WRI em auxiliar empresas brasileiras a mensurar e reportar suas emissões de carbono com base no uso da ferramenta do Protocolo de Gases do Efeito Estufa. Assim, o WRI Brasil desenvolveu em parceria com outras entidades uma ferramenta de cálculo de emissões de gases de efeito estufa no setor agropecuário para melhorar a gestão das emissões agrícolas. O principal objetivo do projeto é apoiar o setor na Amazônia para aumentar a sua produtividade, através de técnicas de baixa emissão de carbono. O projeto visa capacitar e engajar empresas do setor agropecuário, bem como a cadeia de fornecimento de carne bovina para o uso da ferramenta. Ao tomar conhecimento do total das emissões em sua operação, aqueles que gerenciam as propriedades poderão identificar as maiores fontes de emissão, desenvolver planos de redução e, eventualmente, mitigar o seu impacto perante as mudanças climáticas globais. Aspectos atualmente valorados pelo mercado, com retorno econômico para o produtor.

Para mais informações sobre a ferramenta, acesse: http://www.ghgprotocol.org/Agriculture-Guidance

Inscrição

Agradecemos confirmarem interesse pelos e-mails: juliana.speranza@wri.org mmphilipp@sema.mt.gov.br

Share

Fique Conectado

Receba nossa newsletter

Receba os últimos comentários, eventos, publicações e recursos multimídia.