Você está aqui

Ferramenta de Investimento VERENA: O Valor do Reflorestamento com Espécies Nativas e Sistemas Agroflorestais

O reflorestamento com espécies arbóreas nativas e sistemas agroflorestais é um negócio viável? A ferramenta de investimento VERENA ajudará a responder essa pergunta. A ferramenta, que consiste em nota técnica e modelo econômico, permite transformar investimentos com retornos ajustados ao risco em projetos comerciais de restauração e reflorestamento com espécies arbóreas nativas. O modelo econômico avalia os retornos de qualquer tipo de ativos biológicos, tais como o reflorestamento com uma ou múltiplas espécies nativas e sistemas agroflorestais (SAFs) com diferentes combinações de espécies arbóreas e plantações permanentes e/ou anuais. Desenvolvida pelo WRI Brasil em parceria com a UICN Brasil, a ferramenta de investimento VERENA analisou 12 business cases localizados na Amazônia, no Cerrado e na Mata Atlântica.


Baixe o modelo econômico (Obs.: A ferramenta roda apenas em sistema operacional Windows equipado com © Microsoft Excel 2013 ou superior).


TUTORIAL

Saiba como usar o modelo econômico em cinco vídeos:

  1. Informações Gerais
  2. Custos e Receitas
  3. Externalidades
  4. Simulações
  5. Relatórios

Executive Summary

O reflorestamento com espécies arbóreas nativas e sistemas agroflorestais é um negócio viável? O grande desafio do reflorestamento com espécies nativas brasileiras, dos sistemas agroflorestais e da restauração de paisagens florestais está em passar da fase de projeto-piloto para uma escala maior e, então, torná-lo comercial. Para responder a essa pergunta, voltamo-nos ao mercado global de capital. Há um histórico de mais de 100 anos de risco e retorno para várias classes de ativos e companhias de capital aberto. Além disso, é possível encontrar e apresentar informações sobre como se dá a correlação dessas diversas classes de ativos entre si e com a economia e a inflação, ou seja, o nível de informação é alto o suficiente para a tomada de decisões sobre investimentos com base no perfil de risco e retorno. Embora árvores nativas brasileiras existam há milhares de anos, e apesar de algumas boas experiências comerciais com elas, não temos histórico dessa classe de ativos do ponto de vista do mercado de capital. Dessa forma, construir os business cases em curso no Brasil com árvores nativas e sistemas agroflorestais é fundamental para criar esse registro histórico e possibilitar que o reflorestamento com espécies nativas e sistemas agroflorestais ganhe escala e reduza a percepção de risco.

A ferramenta de investimento VERENA (de Valorização Econômica do Reflorestamento com Espécies Nativas) foi desenvolvida pelo WRI Brasil em parceria com a UICN Brasil e baseou-se em 12 business cases. O objetivo do Projeto VERENA é preencher a lacuna de conhecimento sobre reflorestamento e sistemas agroflorestais e avaliar o retorno de investimentos e outras informações relevantes, a fim de melhor esclarecer investidores, políticos e analistas interessados em usar espécies nativas e sistemas agroflorestais com fins econômicos. A ferramenta de investimento VERENA foi desenvolvida com o apoio de vários parceiros e auditada por aplicativos para negócios da Amplix. O uso dessa ferramenta pode ajudar a transformar investimentos com retornos ajustados ao risco em projetos comerciais de restauração e reflorestamento. Os usuários-alvo da ferramenta de investimento VERENA são analistas de investimentos, proprietários de terras, instituições financeiras e gestores de políticas públicas. O modelo econômico permite a avaliação dos retornos de qualquer tipo de ativo biológico, tais como o reflorestamento com uma ou múltiplas espécies nativas e sistemas agroflorestais com diferentes combinações de espécies arbóreas e plantações permanentes e anuais.

A nota técnica disponível para download nesta página está organizada em três partes principais: (a) introdução e principais conceitos, (b) metodologia, com estrutura, fontes dos dados inseridos, simulação do modelo e principais resultados, e (c) observações finais e conclusão.

Fique Conectado

Receba Nossa Newsletter

Receba os últimos comentários, eventos, publicações e recursos multimídia.