You are here

Com solução inédita no transporte coletivo mundial, OnBoard Mobility concorre ao grande prêmio do Desafio InoveMob

This article is only available in Portuguese.


O transporte coletivo vem perdendo passageiros nos últimos anos no Brasil, seguindo a tendência que também ocorre em outras cidades do mundo. Muitos fatores podem ser apontados como os responsáveis: recessão econômica, incentivos ao transporte individual, falta de qualidade do serviço, competição com serviços de nova mobilidade, entre outros. Soluções que contribuam para atrair e reter pessoas no transporte coletivo funcionarão como aliadas das cidades que pretendem tornar eficiente a mobilidade urbana. É isso que se propõe a OnBoard Mobility, startup finalista do Desafio InoveMob que está inovando a forma de recarga de cartões de transporte.

Ao ler uma reportagem sobre indústrias que poderiam desaparecer até 2020, Luiz Renato Mattos, CEO da OnBoard Mobility, observou que a única coisa que sobraria na carteira do brasileiro são os cartões de transporte coletivo – cartões de crédito e até mesmo a própria carteira estariam sendo extintos em breve. "Surgimos com o propósito de integrar os diferentes serviços do transporte coletivo em um só cartão, pois não achamos justo a pessoa precisar de três cartões para se deslocar entre cidades. Porém, devido a algumas barreiras que encontramos, resolvemos buscar facilitar as recargas desses cartões", conta Luiz.

A startup desenvolveu, então, duas soluções. Uma delas é a recarga de crédito de passagens de transporte pelo aplicativo da OnBoard, disponível para celulares Android e IOS. A outra opção foi criar um recurso até então inédito no mundo inteiro, um chatbot de recargas. Chamado de Bipay, o chatbot é um assistente virtual que auxilia o usuário a fazer a recarga pelo chat do Facebook. "O usuário não precisa nem baixar o aplicativo e, dependendo da operadora de telefonia dele, não gasta nem dados móveis. Estima-se que 80% da população brasileira tem menos de 1 gigabyte de espaço de armazenamento no celular. Ou seja, ela não baixa novos aplicativos ou não os mantém por muito tempo. O chatbot veio justamente para solucionar esse desafio", explica Luiz.

Por enquanto a OnBoard está em operação apenas na cidade de São Paulo, mas em breve pretende começar a funcionar em outras cidades, como Belo Horizonte. Na capital paulista, o pagamento da recarga do Bilhete Único pode ser feito com cartão de crédito. Usuários do aplicativo e do chatbot se dizem muito satisfeitos com o serviço. “Acabava me pegando às vezes pedindo um carro em um aplicativo por não estar com dinheiro na carteira ou não estar com o Bilhete Único carregado, sendo que pra mim o ônibus passa do lado da minha casa e me deixa na frente do trabalho”, conta Camila Almirall, advogada e cliente da OnBoard. Segundo ela, a OnBoard está ligada ao avanço da mobilidade em São Paulo e vem facilitando muito o seu dia a dia.

<p>metrô de São Paulo</p>

Recurso da OnBoard permite recargas a qualquer momento, em qualquer lugar (Foto: Daniel Hunter/WRI Brasil)

Daniela Swiatek, coordenadora do MobiLab (Laboratório de Inovação em Mobilidade da Prefeitura de São Paulo), não tem o aplicativo no celular, mas está muito satisfeita com o Bipay. "Acho a solução muito acessível porque ela usa redes sociais. Não dá mais para reclamar de não poder andar de ônibus por estar sem crédito. É só entrar na rede social”, ressalta. “Eu recomendo para qualquer um que queira usar o transporte coletivo de uma maneira muito mais fácil. Também recomendaria às pessoas que não andam de transporte coletivo, que tentem. Já existem muitas facilidades para quem o usa.”

A estudante de Gestão de Políticas Públicas, Juliana Soletto, conta que já foi “salva” pelo aplicativo depois de conseguir realizar às pressas uma recarga para usar o metrô e chegar a tempo para uma aula. “Eu tinha acordado atrasada, tinha uma aula que eu não podia receber mais faltas. Correndo para o metrô, eu consegui carregar o Bilhete Único e entrei. Quando cheguei na sala de aula a professora tinha começado a chamada. Então me salvei." Além desse episódio, Juliana afirma que o recurso da OnBoard mudou toda a sua experiência com o transporte coletivo. "Minha experiência envolvia muitas filas, muito estresse, muito nervosismo, ansiedade de entrar na estação e ver aquele pessoal todo na fila. E o aplicativo me deu a possibilidade de carregar o Bilhete Único no caminho. Me sinto mais tranquila no cotidiano, muito menos estressada.”

Ao se inscrever no Desafio InoveMob, Luiz Renato afirma que buscava dar escala ao projeto ao ganhar mais embasamento e recursos para propor o projeto a outras cidades. "O Desafio nos motivou a modelar e estruturar nossa solução para levá-la para outros lugares de uma forma muito mais rápida do fazíamos até então. Hoje, estamos sendo procurados quase que organicamente por novas cidades para a implementação do projeto. O Desafio mostrou que a gente pode ter a ambição de levar isso para o Brasil inteiro”, celebra Luiz.

Na opinião de Luiz, muitos ônibus que circulam por cidades brasileiras já usam tecnologias avançadas, mas muitas não são percebidas ou conhecidas pelos usuários. “Sistemas de transporte público movimentam boa parte da população nas cidades e, ao longo de anos, historicamente eles vêm perdendo passageiros por conta da falta de competitividade. O que estamos fazendo é criar soluções que as pessoas percebem e entendem o valor, trazendo de volta essas pessoas para dentro do sistema.”

O vencedor do Desafio InoveMob será conhecido no dia 5 de dezembro e receberá US$ 100 mil para dar escala ao seu projeto. A escolha dos cinco finalistas seguiu critérios de capacidade interna, relevância, impacto, escala, inovação, viabilidade e sustentabilidade.

O Desafio InoveMob é promovido pela Toyota Mobility Foundation e pelo WRI Brasil em parceria com a Frente Nacional de Prefeitos (FNP).

ShareThis Button: 

Share

Stay Connected

Sign up for our newsletter

Get our latest commentary, upcoming events, publications, maps, and data.